EDUCAÇÃO

3º Simpósio Carioca de Radiologia premia estudantes e promove incentivos a pesquisas científicas

Eduarda Esposito
27/11/2019
EDUCAÇÃO


O Conselho Regional de Técnicos em Radiologia do Rio de Janeiro (CRTR4) realizou, nos dias 8 e 9 de novembro, o 3º Simpósio Carioca de Radiologia. A programação do evento abordou os temas relevantes, como diminuição de doses em TC, neurorressonância, procedimentos em sala híbrida, proteção radiológica na Medicina Nuclear, radioterapia, dosimetria, entre outras palestras e minicursos.

Além de uma extensa programação científica, o evento teve exposição de trabalhos acadêmicos e a melhor apresentação recebeu premiação. A pesquisa vencedora foi sobre a ‘insalubridade e periculosidade associadas as radiações ionizantes à luz das NR 15 e 16’, feita pelas alunas Dayana Conceição e Zulia Gama. “Tudo começou de maneira espontânea, pois precisávamos cumprir uma disciplina. A escolha do tema e a confecção do trabalho parecia de início simples, porém, durante as discussões e pesquisas, percebemos a abrangência e pertinência para os profissionais expostos as radiações ionizantes”, explica Dayana.

A presidente da Coordenação Regional de Educação (Cored) do CRTR4, Cátia Benevides, acredita que o incentivo à categoria na área científica é um excelente caminho para valorização da classe e crescimento como um todo. “A Radiologia é uma profissão incrível e muito promissora, com áreas ainda pouco exploradas, porém com grande possibilidade de ascensão e sucesso. Só temos a agradecer às faculdades participantes, aos alunos e aos professores que aprovaram a iniciativa”, afirma.

Para o presidente do CRTR4, Marcello Carlos, a apresentação de trabalhos científicos por meio de painéis é relevante para a formação continuada de profissionais e estudantes. “Uma categoria forte precisa ter produção de trabalhos científicos. Faremos o máximo para avançarmos nesse quesito com esse tipo de atividade. Sem sombra de dúvidas, isso irá despertar centenas de bons trabalhos produzidos por nossos profissionais e, assim, fortalecer a imagem dos nossos Radiólogos”, considera.