BALANÇO

Conae expandiu a pauta educacional nos Conselhos de Radiologia, em 2018

Ascom CONTER
06/01/2019
BALANÇO

Em 2003, o CONTER criou uma comissão de assuntos educacionais com a finalidade de auxiliar o Sistema em questões referentes à formação profissional. O grupo alcançou dimensões consideráveis e, em 2014, foi alçado à categoria de Coordenação Nacional de Educação (Conae). Atualmente, a Conae é responsável pelos assuntos educacionais do órgão e a cada ano que passa aumenta sua atuação no país. Em 2018, não foi diferente e os membros celebram os avanços obtidos.

A conselheira federal Silvia Karina Lopes da Silva preside a Coordenação há cerca de um ano e meio. Para ela, 2018 foi um ano especialmente intenso para a area educacional do Sistema. “Tivemos conquistas importantes que consolidou o Conselho Nacional como a principal referência da categoria, também, neste campol”, comemora a presidenta.

As conquistas as quais ela se refere vão desde ações promovidas para aproximar o Conselho de estudantes e instituições de ensino até a entrega das Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos técnicos e tecnológicos ao Ministério da Educação (MEC). “Foi determinante a iniciativa do CONTER de estabelecer orientações básicas para serem aplicadas aos currículos dos cursos de Radiologia. Assim como a formação continuada é importante, precisamos garantir que a base educacional desse profissional seja sólida também. Com isso, iniciamos um ciclo positivo: uma formação de maior qualidade colocará no mercado um profissional com mais qualificação técnica. Todos ganham, a categoria e a sociedade”, assevera Silvia Karina.

O processo de construção das orientações foi amplamente participativo e contou com a colaboração de especialistas em educação do país inteiro. “Foi uma medida pioneira, mas que era necessária. Sabemos que muitas instituições oferecem uma formação precária. Baseados nesse documento, temos ferramentas para contestar essas situações. As Diretrizes vieram para ajustar algumas situações e padronizar o ensino da Radiologia. Para isso, reunimos grandes nomes da área para a construção de um referencial consistente e que atenda às demandas do mercado”, avalia o presidente do CONTER, Manoel Benedito Viana Santos.

Silvia Karina destaca, ainda, que a gestão do 7º Corpo de Conselheiros do CONTER adotou como um de seus princípios um olhar comprometido com a educação, especialmente com a formação da categoria. “Nacionalmente, temos contado com a atuação inigualável das Coordenações Regionais de Educação (Coreds), que vem desenvolvendo trabalhos de altíssima qualidade”, avalia Silvia.

Conhecendo realidades

Foi um ano de pé na estrada. Representantes da Coordenação estiveram em todas as regiões do país com o objetivo de conhecer as diversas realidades do Brasil e promover uma integração entre o Conselhos Nacional e Regionais, por meio das Coreds, com estudantes e instituições de ensino. Tais oportunidades permitiram ao CONTER, segundo Silvia Karina, explorar a diversidade e conhecer a realidade do ensino da Radiologia nesses lugares. “Esse trabalho nos fez mais conscientes ao passo que também nos aproxima dos estudantes. Não podemos ser vistos como uma instituição distante”, afirma a presidenta da CONAE.Relembre alguns desses encontros:

Em novembro do último ano, a Conae integrou a grade da programação do Encontro Sul-Sudeste dos Profissionais das Técnicas Radiológicas. Considerado o maior congresso de Radiologia de 2018, o evento aconteceu em Florianópolis, Santa Catarina. A reunião contou com participantes das Coordenações Nacional e Regionais de Educação e com representantes de instituições de ensino que oferecem cursos de Radiologia.

No encontro, discutiu-se estratégias para expansão do alcance da revista Curie&Roentgen no cenário científico, o papel das Coordenações de Educação junto ao Sistema e a importância da integração Conselho/Instituições de ensino. Foi reservado, ainda, um tempo para a avaliação do Encontro, do ponto de vista científico, para que as melhores ações sejam também aplicadas no Congresso Nacional de Radiologia, que acontecerá em outubro de 2019.
 


Sandoval Kehrle, membro da Conae e conselheiro federal, enaltece o intercâmbio de ideias promovido no congresso. “Foi muito importante e enriquecedora a presença de pessoas vindas não só de diferentes regiões do Brasil, mas de todo o continente, como uruguaios, paraguaios e argentinos”, analisa. O conselheiro destaca, ainda, a qualidade dos trabalhos científicos apresentados durante o Congresso. “Isso incentiva a produtividade dos docentes, corroborando para uma melhor aprendizagem dos estudantes”, afirma o membro da Coordenação.

Planos para 2019

Neste ano, a Coordenação tem desafios igualmente grandiosos. Está a cargo do grupo a coordenação da ementa científica do 6º Congresso Nacional e 3º Intercâmbio Internacional dos Profissionais das Técnicas Radiológicas. A Conae pretende expandir o alcance da Revista Curie&Rontgen, periódico científico do CONTER, com o objetivo de promover ainda mais a produção científica da categoria.

Além disso, realizará um encontro para reunir as Coordenações Regionais de Educação com o intuito de fortalecer a atuação dos grupos em suas regiões e trocar experiências. A ocasião também possibilitará a avaliação da aplicabilidade das bases curriculares nacionais e a elaboração estratégias para a consolidação do sistema nacional de educação dos Conselhos de Radiologia.

Atualmente, a Coordenação Nacional é composta por conselheiros federais com atuação na área e representantes de diversos setores do sistema educacional; são eles os conselheiros Silvia Karina Lopes da Silva, Sandoval Kehrle e Lucia Helena Solha; o assessor educacional do CONTER, Me. João Raimundo Alves dos Santos e os professores Francisco Aparecido Cordão, Guilherme Oberto Rodrigues, Michele Torquato Martins, Paulo Roberto Wollinger e Ricardo Andreucci.